Quando o amor vacila

terça-feira, março 20


"Eu te amo pelas tuas faltas,
pelo teu corpo marcado,
pelas tuas cicatrizes,
pelas tuas loucuras todas,
minha vida.
Eu amo as tuas mãos,
mesmo que por causa delas
eu não saiba o que fazer das minhas.
Amo teu jogo triste.
As tuas roupas sujas
é aqui em casa que eu lavo.
Eu amo a tua alegria.
Mesmo fora de si,
eu te amo pela tua essência.
Até pelo que você poderia ter sido,
se a maré das circunstâncias
não tivesse te banhadonas águas do equívoco.
Eu te amo nas horas infernais
e na vida sem tempo,
quando,sozinha,
bordo mais uma toalha
de fim de semana.
Eu te amo pelas crianças e futuras rugas.
Eu te amo pelas tuas ilusões perdidas
e pelos teus sonhos inúteis.
Amo teu sistema de vida e morte.
Eu te amo pelo que se repete
e que nunca é igual.
Eu te amo pelas tuas entradas,saídas e bandeiras.
Eu te amo desde os teus pés
até o que te escapa.
Eu te amo de alma para alma.
E mais que as palavras,
ainda que seja através delas
que eu me defenda,
quando digo que te amo
mais que o silêncio dos momentos difíceis,
quando o próprio amor
vacila."



(Autor desconhecido, interpretado por Bethânia, é lindo dmais!!)

2 Fazendo tudo:

Angélica Monteiro disse...

A beleza desse poema é tamanha, q qualquer coisa que se escreva a respeito será no mínimo repetitivo.
Contudo ele é muito apropriado,rs...

helena disse...

"Quando se ama alguem,
tem-se sempre tempo para essa pessoa.E se ela nao vem ter
connosco, nós esperamos. O verbo
esperar torna-se tão imperativo
como o verbo respirar. A vida transforma-se numa estação de
comboios e o vento anuncia-nos
a chegada antes do alcance do
olhar. O amor na espera ensina-
-nos a ver o futuro, a deseja-lo,
a organizar tudo para que ele
seja possivel. È mais facil esperar
do que desistir. É mais facil desejar do que esquecer. É mais
facil sonhar do que perder. E para quem vive a sonhar, é muito mais facil viver..."
Gostou???

Diseño original por Open Media | Adaptación a Blogger por Blog and Web