sábado, março 31


Um sentimento perdido

O amor, o sentimento mais lindo que existe na humanidade, arde dentro do meu peito, sinto tanta vontade de amar, de ser feliz, de dividir minha vida de forma pura e harmoniosa com alguém, que chego a não acreditar que é possível amar dessa maneira.
Já não há orgulho em mim, perdoei as coisas que sempre pensei q fossem imperdoáveis, senti a mais cruel solidão, experimentei a dor que só conhecia de poemas e músicas, soube que é possível morrer de dor, de amargura, de saudade... Hoje o que vive em mim é uma estranha vontade de estar perto, quando a outra parte quer estar longe, quero fazer amor sem preconceitos e sem pudores, sinto o desejo do sexo me corroendo, porém o que tenho em troca são desculpas, essas que uma vez foram usadas por mim, estou vivendo neste momento de minha vida o que fiz alguém viver por mim, sei disso, mas também sei que o meu arrependimento foi verdadeiro, então por conta disto não há mais culpa em mim, me sinto livre para amar da forma mais romântica e próspera que existe... Porém ando dando de cara com uma porta fechada, não existe da outra parte o amor que um dia existiu e que eu desejo tanto que ainda esteja lá, às atitudes me mostram isso, não se menospreza quem se ama dessa forma, a falta de respeito por um sentimento desse porte tem que de alguma forma atingir que o faz, não creio que um ato de tamanha atrocidade seja simplesmente ignorado pela vida, eu aprendi isso, eu estou sentindo isso, não dá pra fazer alguém infeliz e sair ileso. A vida se encarrega de mostrar os erros e nos dá coragem e oportunidade de corrigi-los, eu só lamento não estar tendo a chance que eu gostaria, inteira. Não é justo com um sentimento desse tamanho, não acontecer algo para enaltecê-lo, como posso querer amar dessa forma novamente se quando mais desejei ser feliz vivendo e amando, fui mais infeliz na minha vida... Trágico sentir isso, nunca pude imaginar que diria ou sentiria isso, mas a vida é assim, tem caminhos que não dá pra prever.
É uma dor tamanha querer tanto alguém que outrora também queira isso, e que eu de certa forma maltratei, ignorei e subestimei, o interessante é que em um espaço curto de tempo junto com muita dor e sofrimento e arrependimento, consegui enxergar meus erros, minhas faltas, me arrependi profundamente de ter causado tanta dor... Porém creio q isso não foi o suficiente para me fazer entender, para fazer tudo voltar, ou talvez melhorar entre nós, infelizmente não posso fazer mais nada para tentar viver esse amor pleno, me entrego aqui, hoje, ao esquecimento e a solidão causada pela falta de alguém que tanto amo, mas que já demonstrou que não quer, ou que não sente amor por mim, sinto o contrário, uma total falta de respeito, quero não pensar que não foi possível reatar por fatos pequenos da vida, como não trabalhar, não ter casa própria para proporcionar noites e dias mais íntimos, não ter meio de transporte para garantir noites e passeios mais longos e cômodos, mas os acontecimentos recentes me fazer pensar assim... Acredito que amo alguém que não é ligada nessas coisas, mas se deixou envolver por isso, lamento profundamente que minhas tentativas foram frustradas, que o que eu sinto não tenha sido capaz de mover nada dentro daquele coração que já foi um paraíso e hoje está se tornando uma pedra... Já não sei a razão pela qual ou a intenção que comecei a escrever este texto, talvez pela necessidade de colocar pra fora meus sentimentos, me fazer escutar de alguma forma, ou talvez um último e desesperado apelo de colar tudo com cola de amor e de desejo, e dar vida a algo que está me maltratando tanto....
Mas boba não sou mais, o sofrimento faz crescer, sei que tenho tentado em vão e o desespero enorme que há em mim, já esta dando lugar ao conformismo, a angustia que é perder alguém, já está cravada em mim, o medo de perder que antes estava de longe incomodando, já se fez presente, já esta aqui comigo me vendo escrever esse relato de dor, estou finalmente, depois de pouco mais de um mês, que para alguns é pouco tempo mais que para mim não tem valor de um mês, parece que neste tempo os dias foram infinitamente mais longos, as noites não tiveram fim, houve em mim uma guerra de sentimentos e desespero de uma proporção incrível, deixou marcas, que acreditei que seriam apagadas, se ao menos houvesse respeito da outra parte, mas isso não foi possível, então hoje estou me entregando a derrota, a dor de perder... a insuportável solidão, espero em breve lembrar disso como um aprendizado muito maior do que, o que sinto neste momento não pôde ser vivido, não pôde ser compartilhado, não pôde ser dividido por puro egoísmo e traição. Quero no futuro ter certeza que não vale a pena sofrer tanto e amar dessa forma alguém que não dá valor aos sentimentos alheios, a alguém que está muito egoísta, espero que de alguma forma minha dor sirva para fazer o amor entender que não se pode amar sozinho.


Elza
02 de fevereiro de
2007

5 Fazendo tudo:

Matt disse...

O amor pode ser cruel Mas nda melhor do que a mar e ser amado...
nda pior que amar e não ser reciproco!

a vida

amei teu blog dpois passo no meu bjos

POlly disse...

Ai, nessas horas que eu dou graças a Deus por não estar apaixonada...rsrsrsrs

anais disse...

É uma dor tamanha querer tanto alguém que outrora também queira isso, e que eu de certa forma maltratei, ignorei e subestimei, o interessante é que em um espaço curto de tempo junto com muita dor e sofrimento e arrependimento, consegui enxergar meus erros, minhas faltas, me arrependi profundamente de ter causado tanta dor... Porém creio q isso não foi o suficiente para me fazer entender, para fazer tudo voltar, ou talvez melhorar ...
Elza, este trecho de teu texto me caiu como uma luva, uma situação que vivi ano passado, mas que hj já superei. Na época sofri demais.

Gostei da sua visita. E será que os estrangeiros são melhores? Não sei, experimentei poucos, rs
;)
bj

Lya disse...

O amor não passa de um sonho: a gente passeia na praia de mãos dadas, a gente se beija, a gente se diverte, e depois a gente acorda! =P

Cavaleiro da esperança disse...

Direcione toda essa paixão ao único merecedor dela: Deus.Fazendo isso, você certamente verá a diferença.
Parabéns pelo blog.

Diseño original por Open Media | Adaptación a Blogger por Blog and Web