Sem título

segunda-feira, junho 22

Estar com pessoas diferentes, me fez ver que o meu redor já não está igual, as brincadeiras e os sorrisos já não eram como antes…

As vezes parece que fui transportada para um local ainda mais longe, penso: será que já estou velha e passada, para fazer novas amizades? Ou será que é porque sou estrangeira, e não sou bem compreendida? Quero acreditar que não é por nenhuma razão desta, quero me fazer entender que o mau estar que acontece dentro de mim, é porque, estou em busca de coisas únicas, sorrisos que estão gravados na minha memória, cheiros agradáveis e olhares de cumplicidade que foram registados em uma vida de amizades verdadeiras e alegria intensa.

Andei em busca do meu passado, de pessoas e sentimentos que agora estão longe, voei em busca do que já foi vivido, já devia saber que isso machucaria, pois aquilo que vi e que senti não encontrarei em nenhum local do mundo, se não aqui do lado de dentro…

Já deveria ter entrado na minha cabecinha inocente que cada ser é único, que nunca vou encontrar um outro Riccardo, nem outra Thayse, nem tampouco uma Angélica, um Tarsís igual será mesmo impossível, Viviane? Esta só existiu uma forma e já foi usada. Inteligência e perspicácia como a de Luciano são como impressão digital, doação e amizade como a De Bruno já está extinta, eu Tenho que deixar de procurar isto nos outros…

“Os meus amigos são únicos, não adianta procurar em outros sorrisos”

É esta frase que vou usar como mantra daqui pra frente. Quem sabe assim seja tudo mais leve.

7 Fazendo tudo:

Lg. disse...

Vi seu comentário e achei curioso quando disse que bloggar é bom, não lembro quando, mas tempos atrás disse para uma amiga criar um blog que ele funcionava como uma psicóloga gratuita e que não necessita de horário marcado. Penso que quando temos um local onde podemos despejar todos os nossos sentimentos, seja eles bom ou ruim, poupamos os ouvidos dos nossos amigos o que ajuda a mantê-los.
Gostei da sua visita, foi a primeira vez que passou lá?
Bom, quanto ao seu post, bonito o que escreveu e deve ser gratificante para aqueles que viram seus nomes ali, dentre os lembrados. É muito bom ser lembrado por alguém e muito gratificante lembrar. Seria perfeito se não precisássemos das lembranças, pois teríamos todos que amamos por perto, mas como é inevitável temos que aprender a conviver com as nossas. Para terminar (porque isso já está muito longo) acho que nunca somos os mesmos depois que conhecemos um amigo, nós crescemos, eles crescem...

luzdeluma disse...

Elzinha, Linda!! Não sabia que estava blogando!! Pessoas são únicas e nada impede que você conheça outra pessoas únicas, só que tem que estar aberta para isso, senão, não enxergará nada especial em ninguém. Talvez não queira também, mas isso, saberá quando identificar alguém que possua as qualidades de um amigo! Beijus

Pat disse...

e as melhores do Decom... entram onde nessa historia? =~~~~/
Saudades!
bjos

thuanny disse...

É realmente somos estranhos neste mundo conhecido, algumas vezes não há o que fazer e nem o que procurar, o bom é sempre se permitir a felicidade.

Renata disse...

olá querida, achei seu blog por acaso e gostaria que vc me ajudasse me dizendo como posso criar o meu, já tentei, já li mas n saiu do lugar heheh será que vc pode me ajuda. re221@hotmail.com tá, qualquer coisa me escreve, n sou lesbica viu kkkk. valeu abraço

Pensador Louco disse...

Adorei teu blog, parabéns pelas excelentes postagens. Serei visitante frequente, a partir de agora.

Lilian disse...

Olá, sou muito, muito nova nessa coisa de blog, mas estou amando... Na verdade eu estava escrevendo um livro, parei. Faltou tempo então para aliviar minhas tendencias eu resolvi partir para o virtual... tem sido divertido... O seu e bem legal... e concordo com sua afirmação e quase-mantra: Buscar em outros sorrisos e mesmo bobagem.
Eu costumo dizer, que sou muito especial pq sou (fui)amada por pessoas muito especiais.
Um abraço

Diseño original por Open Media | Adaptación a Blogger por Blog and Web