Crueldade x Compaixão

sexta-feira, julho 27


Quando conhecemos alguém muito boa, caridosa e cheia de compaixão nos encantamos com tamanha brandura de coração, ficando praticamente impossível acreditar que aquele alguém tenha qualquer mancha em sua alma.
É completamente inaceitável pensar em atos de crueldade vindo de alguém que lhe apresenta só sorrisos e boa educação, de alguém acima de qualqer suspeita... Isto porque em nossa leitura de mundo, as duas formas de agir não coexistem dentro de um só corpo.
Mas quem foi que disse que isto é impossível, quem foi que registrou que uma pessoa mansa e humilde não pode em alguns momentos abrir um brecha para o bravo e o arrogante de dentro dele sair?
Se habitam perfeitamente dentro de nós a simpatia por algo e a antipatia por outro, a felicidade em receber algo ou a tristeza de não ter algo, porque não podemos ser mesclados com porções de compaixão e crueldade?
Afinal não existe O ser humano perfeito...
Na verdade se convencionou ser puramente bom com tudo e todos, até chegar o ponto de ser necessário mentir e o
mitir sobre qualquer outro sentimento 'ruim' que pode existir dentro de nós. Olhando meu interior sem hipocrisia e falso moralismo assumo que minha parte cruel tem dominado minha compaixão...
Atire a primeira pedra quem nunca teve tanta raiva de algo ou alguém que não desehou que acontecesse algo ruim com tal, ou ainda quem não desejou o inferno para um vizinho, sogra, ex, rival, chefe ou qualquer outra pessoa que tenha lhe causado algo que machucou ou ainda machuca.
Sim é perfeitamente nomal ter compaixão, agir com bondade e caridade, como também é normal ter raiva e desejar a morte de alguém, afinal somos seres humanos e como tal falhamos...


- Ali ao lado tem algumas pedras... Quem é tão puro a ponto de atirar a pr
imeira?

23 Fazendo tudo:

Fabio Centenaro disse...

É verdade, Elza. Somos humanos e como tal, possuímos tantos defeitos quanto qualidades. E como ainda estamos longe da perfeição, é normal que mais dia menos dia até mesmo aquele considerado "bom" vai ter atitudes que não condizem com seu "estereótipo".

Pois bem, o ideal seria, nessa hora, lembrarmos de todas as coisas "boas" que essa pessoas fez ao invés de julgá-la por uma rara (e única) atitude "incorreta". A minha dúvida é se seremos tão "compreensivos" assim.

Grande beijo!

Bion disse...

Eu já tive. Sou aquele que vai de extremo a extremo com muita facilidade, afinal, que atire tbm a primeira pedra quem nunca errou...

Será que até Buda, como nessa imagem, nunca se zangou?

B. disse...

Hum.. ainda acho que existem hipócritas capazes de pegar tais pedras e atirarem, sim.

As partes interessadas disse...

Nossa, Elza, discordo. Tá certo vc ficar com muita raiva e desejar que essa pessoa se ferre um tiquinho. Mas olha o que vc disse, colega: "é normal ter raiva e desejar A MORTE de alguém". Eu acho isso demais... Demais pra mim, que não sou a dona da verdade nem nada, ok? Só alguém utilizando de sua liberdade de expressão! rsrsrs...
Bjos.

pensamentosocultos disse...

É fácil encantarmo-nos, mesmo que às vezes não seja pela pessoa certa ! =D

BJO

Marcelo disse...

Interessante seu texto e a coincidência.
Acabo de postar um texto que fala exatamente da crueldade e como uma pessoa da qual sempre amamos e esperamos apenas afeto, pode nos trair de uma hora pra outra.
O lado sombrio da alma humana?
Não sei...
o fato é que isso acontece e, normalmente, quando mais precisamos de carinho e compreensão.

Beijos, flor.

Alyda disse...

Elza,

realmente, quando encontramos uma pessoa que julgamos muito boa é muito difícil aceitar que ela também tenha defeitos. É como se cobrassemos que ela fosse sempre o poço de qualidades que estamos acostumados a ver. Todos têm defeitos e qualidades.
Faço uma analogia ao que você escreveu ao início de namoro: a pessoa amada se esforça em nos mostrar somente as qualidades para nos conquistar e passando o tempo, vamos vendo seus deitos e achamos absurdo, como se ela tivesse nos enganado, fingindo ser o que não é.
E nem sempre é assim, foi apenas um esforço inicial para ressaltar as qualidades.
Eu não posso atirar nehuma pedra, já tive muitos momentos de raiva e sei que ainda terei outros pela vida.

Só pra deixar mais uma vez registrado: adoro seus textos e a forma como você escreve. Sua visão do mundo é única e você tem o dom de expressar isso de uma forma que nos faz refletir.

Beijos querida.

helena disse...

Fico contente por ter vindo cuscar o teu blog. Foi na hora certa, podes crer.
Muito obrigada pela mensagem que nos dás...
bjinhus ;)

Bella...=^.^= disse...

O ser humano perfeito é composto pelo bem e pelo mal. Se nao for perfeito é, no minimo, completo.

Bjossssssssssss

Mel disse...

Oi Elza!
Ninguém é tão puro que não possa cometer os seus "pecados"!! Todos nós temos nossos bons e maus momentos que certamente inluenciarão no nosso humor... Que nesse fim de semana o seu humor esteja lá no topo!
Beijo

Danie disse...

ahh
quem nunca teve seu lado mau
num existe =]
num eh humanoo

beij0s

M@scote disse...

às vezes algumas pessoas acabam por nos desiludir! :(

Gostei da lição que aqui nos deixaste!!

Bjinhx

Menina Lunar disse...

Sim, sim. O yin e o yang. Mas procuremos sempre fazer com que o lado claro prevaleça.

=]

Lindo texto Elza!! Tem presente pra você lá.
Mil beijos...

André Neves disse...

Boa tarde

Adorei o texto.
Grandes verdades.

Grande abraço

André Neves

Menina do Reggae® disse...

é, ninguém seria capaz de atirar alguma pedra.

sabe, é isso que mais me entristece no ser humano, essa capacidade que se tem de machucar.

hoje eu passei o dia todo pensando sobre a sociedade e o ser humano, e quando chego aqui encontro um texto que traduz bem o que eu pensei.

aceito o fato de não sermos perfeitos.

Mas sei lá, é muito triste ver ou sentir certas coisas tais como inveja, ganancia, arrogancia, entre outros.

eu também assumo que muitas vezes minha parte cruel tem dominado a minha compaixão, e até pior, minha parte cruel muitas vezes é cruel de mais.

afinal, sou humana, e não sou perfeita.

gostei daqui, posso te linkar nos meus parceiros?

ps: obrigada por aparecer para tomar um café, passa mais vezes, será sempre bem vinda.

beijos

Au Revoir

Uzumaki Allan disse...

Muito massa teu blog!
parabéns!
entra no meu tbm

www.aliens-worlds.blogspot.com

R Lima disse...

Pregamos o equilibrio, mas vivemos em constante luta contra o mal dos extremos. Há dias de raiva em que não habita uma se quer gota de compaixão.. e tem sido raro estes dias... pq a onipresença do meus dias afogados em dúvidas e devaneios me levam a horas.. a momentos de sem compaixão.



Obrigado pelas visitas e pelos generosos comentários...


[ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

MaxReinert disse...

... concordo com tudo que vc diz... só não concordo quando diz que a existência de todos os lados na gente faz com que não exista o ser humano perfeito!!!

Assim como a natureza somos perfeitos por termos todas as facetas e as intenções dentro da gente... ter um lado escuro é perfeito, inclusive para que possamos poder optar por quais caminhos iremos trilhar!!!

O mal só existe para o que o Bem possa ser apreciado!!!!!!!

......... andei sumido daqui.... muita coisa boa... tô lendo aos poucos!!!

Friskin disse...

:) O importante é não deixar o lado "mal" sobrepor o lado "bom" ! Não são só os outros que gostam das "boas ações", mas nós mesmos nos sentimos melhores se somos bons... ou pelo menos eu me sinto melhor assim Oo hehehehe!

Mas realmente não existe apenas o bom ou só o ruim dentro de algo ou alguém, depende de quem olha :)


muito bom o texto! e obrigada pela visita lá no meu blog! beijinhos!!!

Adrian Masella disse...

Ah Elza, eu ja me enganei com pessoas de grande compaixao. E foi O engano!!!
Daqueles que vc nao acredita, e NAO QUER acreditar!!
Mas acontece ....
Sei la, ensina a gente a nao confiar, o que por um lado eh bom, e por outro HORRIVEL. a ideia de desconfiar de tudo e de todos eh horrenda!!!

Cristina C. Martins disse...

Oi Elza,
Nos compadecemos dos outros e nem sempre se compadecem de nós...faz parte, mas entristece;
Certa vez, durante uma discussão com uma vizinha(problemas corriqueiros que vizinhos têm entre si, como barulho à noite), fui muito ofendida e fiquei bastante abalada, triste... estava grávida e a vizinha também.
Minha filha já nasceu, está com 2 meses e o bebê dela deve já estar perto de nascer...
Quando a vejo,penso em quanto poderia ajudá-la com o bebê, ela é mãe de primeira viagem e eu tenho dois filhos.
Quando lembro das palavras injustas e duras que ela usou para me ofender,desejo que ela tenha bastante trabalho com o bebê, que ele chore à noite com cólicas, que só queira ficar no colo, que ela tenha dificuldades para amamentar... parece cruel, mas é humano...
O que eu acho é que verdadeiramente não desejo estas coisas e que estes supostos desejos não passam de um mecanismo de defesa.
Não chego a me envergonhar dos meus sentimentos.
Não os transformo em atitudes negativas, apenas penso.
E que bom que não estou sozinha nisso.
Acredito que ela também precise de mim, tanto quanto preciso dela... apenas não ousamos admitir.
Um abraço.

Cecília Braga disse...

Que acho a coisa mais linda um céu cheio de estrelas.
E tua visita foi luz.
beijo, moça.

Mariposo-L disse...

eu também assim para algumas pessoas só lado bom e as vezes o lado ruim ..para outras só o lado ruim e assim agente vai vivendo ....

Diseño original por Open Media | Adaptación a Blogger por Blog and Web