Cachorro de estimação, ou Filho animal?

quarta-feira, agosto 8

Viver em companhia de uma bixinho de estimação é muito agradável,

E quando se mora só o bixo não é mais animal, é parte importante da família.
Sempre se pensa nele, quando tem que viajar, quando vai passar a noite fora ou quando vai levar alguém para casa... Já não é mais um cão e sim um filho, sim aquele danado que morde sempre o melhor sapato, faz xixi no sofá e dorme na nossa cama, é tratado como pessoa, aliás, como filho. Devo confessar que eu mesmo amo cachorros, gostaria muito de ter uma casa grande com vários deles e todos sendo tratados como filhos, mas no momento não tenho... Apenas no momento, pois eles sempre fazem parte dos meus planos..
Mas e quando um desses familiares por alguma razão morre, arrasa o coração com se fosse uma pessoa, pois ele é criado como tal...

Passei por isto há dois anos quando o pinch que tínhamos foi assassinado por uma mulher bêbada (assunto para outro post)... Foi horrível! Chegar em casa e não ser recebida com aquela alegria habitual era péssimo...
Mas isto esta superado, o que está me partindo o coração agora é saber que um grande amigo que é louco pelo seu ‘filhinho’ lindo, esta doente, com leishmaniose, e precisa ser sacrificado, dá uma dor no coração ver alguém que tenho como ponto de referência em firmeza desmoronar de uma forma tão sofrida...
Tenho medo que aquela casa se torne um “mero quarto do filho que já morreu...”.

Parcias

Há pouco menos de um mês para o dia do blog, tenho uma nova parcial para o prêmio blog 5 estrelas.
Até o presente momento mais de 300 blogs já foram votados, há alguns empates de blogs com 2, 3, 4 e 5 votos, e temos até agora um vencedor com 7 votos, tenho que dizer que me surpreende, é um blog que eu não conhecia até criar este selo, tem um nome super irreverente, e eu gostei muito dele! Mais que isso não falo só no dia 31 de agosto que logo chegará.
As regras estão Aqui, é só dar uma conferida e qualquer dúvida podem me enviar um email, elzinhalinda@gmail.com que terei o maior prazer em responder.

Peço desculpas aos meus amigos blogueiros pela ausência em seus blogs, é que estou atolada em trabalhos universitários e em um projeto de pesquisa que me meti, além dos vários email que tenho recebido pelo prêmio e devo deixar os votos atualizados, isto me tira o tempo livre... Mas saibam que vocês têm um lugar especial em meu coração, assim que tudo voltar ao normal eu prometo me redimir desta ausência. Beijão a todos. E por favor, quem comenta aqui, fazendo pergunta sobre o prêmio, deixem o link para que eu possa responder. Saibam que fica difícil para eu saber de onde é, visto que tenho tido na minha frente muitos blogs e minha memória é deficiente.

32 Fazendo tudo:

Flá Romani disse...

Tenho uma Schnauzer, e pra mim ela é minha irmã hauhauhauahuahuahuah

^^

Boa noite ;)

Casa_Nova disse...

Oi Elza, tudo bem? Só pelo fato de termos sido indicados já fico muito feliz. Muito obrigado.
ps: meu livro prefereido também é o Casmurro
Um beijo

Antonoly Maia disse...

Oi Elza, também adoro cachorro, tenho dois e também os considero da família!
Excelente blog!
Beijos!

aNNaFLaVia disse...

Triste saber que o cão precisa ser sacrificado. ;/
Eu não sabia que você era criadora do Blog 5 estrelas! Massa.

Beijo

Mariposo-L disse...

Nem me fale em sacrificar o amiguinho, a dois atraz passei por isso com pastor alemão que teve câncer ... é muito sofrido ...

Um beijão

Cris Penha disse...

Amo cachorros!!!

Tenho muitas histórias maravilhosas e histórias de dor ao lado dessas lindas criaturas.

Dica: To lendo o livro "Marley e eu". Sobre um cão na trajetória de vida de um casal. Está maravlhoso.

Bjos

Marcelle disse...

Imagino como deve ser triste perder assim um bichinho tão querido pela famíla... Eu tenho sim, planos de ter um quando me casar, é desejo meu e do meu namorado... mas pensar em passar por isso... me dá até medo! Beijos!

Múcio L Góes disse...

Ol� Elza! Brigado pela visita, viu? Pela iniciativa, tbm! Mto legal!

[]�s

bella..=^.^= disse...

elzinha linda, quem mandou arrumar idéia de fazer o dia do blog?
rsrs

quanto ao dog, é por isso q na otenho um. perde-lo seria terrivel pra mim. mas tbm adoro esses bichinhos, sao otimas companhias.
bjossssssssss

Selva de Batom disse...

Elzaaaaaaaa kd vc no msn hein garota looooira rsrsrs... Entendo qdo vc diz sobre trabalhos universitários ta qui euuuu atolada no TCC.. mas aff ainda bem q ta acabando.. e qdo ao bichano de estimação eu diria que tenhi um filhinho q cuida mais de mim do que eu dele.... amo aquele vira-lata rsrsrs.. bjos

Isli Pereira disse...

Dia do blog??? Que manero!!!

Te visitando pela primeira vez. Nao fica triste nao com o quarto vazio...

Abracos Isli

Claudia Pit disse...

Olá Elza, vim agradecer a presença e o recado no "Entre Amigos", sua presença e sugestões são sempre muito importante para nós!

Me emocionei com seu post!!!

http://claudiapit.zip.net
http://blogentreamigos.zip.net

menino quadrado disse...

Oi Elza!
Não entendi seu comentário no meu blog!
Eu, indicado?!
Sério!?
Tipo... que surpresa!
É você quem está organizando isso?!
Um abraço!

Chris disse...

Oiiiii
Passando para deixar um bjo

Gemini disse...

Não tens nada que pedir desculpa! Se não tivesses mais nada para fazer a não ser "blogar" é que era deprimente! bjos

Mustafa Şenalp disse...

çok güzel bir site.

Carol disse...

oieee, ai AMO cachorro.
tenho um vira-lata que é meu bebê, dorme comigo, é meu filho, e ai daquele que brigar com ele...

Entendo a sua dor, qd perdeu o seu, é triste não ter aquela pessoinha fazendo festa em casa... :(


Vai continuar com essa tortura de suspense em dizer qual é o bendito blog???
não creio...

bjão

DO disse...

Lamento muito pelo seu "filhinho".
Isto acaba machucando muito a gente mesmo.
Muito obrigado pelas palavras e pela gentil visita
Grande beijo!!

Chico disse...

O Blog ficou muito bonito...

naenorocha1@hotmail.com disse...

MEU TEMPO

Sou de um tempo
Em que a gente sonhava
Que tudo podia mudar
Se todo mundo quisesse
Sou de um tempo
Em qeu a solidão não contava
E a união comandava
Uma enorme quermesse
Sou de um tempo
Em que o povo ia pra rua
E reclamava em marcha
De guerra no fim do mundo.

Sou de um tempo
Em que o homem chegava à lua
E a gente fazia um racha
Entre o porvir e o profundo
Sou de um tempo
Em que se tinha raiz
E se queria um país
Mais positivo e fecundo
Sou de um tempo
(E a gente tinha era tempo!)
De ser ligado e atento
De nunca negar abrigo.

Sou de um tempo
Em que não tinha disfarce
Mesmo com o medo na face
Não se entregava um amigo
Sou de um tempo
Em que havia o perigo
De se pensar em voz alta
E logo entrar em apuro
Sou de um tempo
Em que sonhar era puro
Pois apesar dos pesares
Meu tempo tinha futuro.

Um beijo
Naeno

vou te linkar! olha,que eu te linko...

www.poemusicas.blogspot.com

Edson Marques disse...

Elza,



Adorei a forma como você edita o teu blog.


Delicioso de ser lido!


Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.



Abraços, flores, estrelas..


.

Bion disse...

Tenho filho, tenho cão.

na verdade? Tudo filhos!

Regina disse...

Bom diaaa Elzaaa!!
Um cientista norte-americano descobriu com seus estudos que as pessoas que
não têm suficiente atividade sexual, lêem os comentários nos blogs com uma mão pousada no mouse...
Não vale a pena tirar a mão agora.
Já é tarde...
Kkkkkk

Bom fim de semana!!
Beijos com todo carinho,
ReginaBee

o_cao_que_morde disse...

Tem calma a leishmaniose é uma doença complicada mas não é necessário na grade maioria das vez sacrificar o animal OK
É uma doença que não tem cura mas á tratamentos em que o cão vive com muita qualidade
Fala com vários veterinários não fiques só pelo que o primeiro te disse
E se viveres na zona da grade Lisboa em posso-te aconselhar vários veterinários que sabem bem o que fazer com essa doença

luma disse...

Eu sou apaixonada no meu bixinho e tenho receio que algo possa acontecer com ele. Mas o seu amigo pode processar a defesa sanitária da cidade dele. Isso não trará o cachorrinho de volta mas pelo menos será um alívio na consciencia saber que contribuiu para combater a impunidade.
Estou em atraso com o prêmio - depois que voltei de viagem não tive tempo de postar - mas pode ter certeza, antes do resultado eu posto!! (rs*)
Bom fim de semana! Beijus

Pa[†φ] BEiJo disse...

ahhhh to com saudades de vc poxa... tem um post muito legal la...mas acho q vc nom vai poder comentar né?!...

mas ai, eu sei q é doloroso seu cachorrinho e tal, mas vc tem q pensar q ele vai pra um lugar melhor e não vai ficar sofrendo aqui... eu sei como é isso, eu ja tive vários animais, alguns tive q entregar na casa de ração pq não comportava mais a quantidade deles (eram porquinho da india-um casal o.O- imagina o tanto de filhote q tivera), e tenho agora dois gatos, eram 4 mas um morreu e outro deram...=/

Naiara P. disse...

ha o meu graças a dues não é arteiro!rs...
e sim é meu filhote!!

Girassol disse...

É impossível não nos apegarmos aos animais, eles fazem parte da nossa casa, da nossa vida... talvez por isso, não consiga entender como pode existir gente no mundo capaz de os maltratar.
Tenho um cão e um gato, e tenho pavor de que algo lhes aconteça. Bom, melhor nem pensar nisso!

Fim do mês se aproximando, tarefa da eleição do blog 5 estrelas quase completa... aí terás um bocadinho mais de tempo para respirar!
É o que dá ter grandes ideias. =))

Beijo.

lyS disse...

Minha sogra tem uma vira-lata muito fofa e ela diz pra mim< fala com sua cunhada - ou então fala com meu marido: sabia que sua "irmã" está fazendo aniversário!!
Minha irmã tem um pitbull e quando eu pergunto quando ela vai ter filhos, ela me responde: meu pit tá de bom tamanho por enquanto!!
Os animais são parte da família sim, eu aceito isso.

Menina Lunar disse...

Eu tenho uma boxer liiinda chamada Milla.. =]
Não sei o que seria de mim sem ela!!
Beijo

adv disse...

Olha, não é assim também não, sacrificar um cão porque ele tem leishimaniose. Hoje em dia existem tratamentos que permitem que o cão tenha uma vida relativamente saudável e prolongada, certamente que não é curável, mas tal como uma pessoa com alguma doença crônica, não é necessário levar à eutanásia. O tratamento infelizmente não tem preços tão acessíveis para toda população, além de dispender uma atenção constante ao cão que deverá ser medicamentado com freqüência. Mas o que é isso tudo se comparado ao amor que eles nos dão, não é mesmo?

Certamente que há aqueles veterinários que irão dizer que a morte é a melhor saida, mas isso é a exceção, a grande maioria hoje em dia, oferece um tratamento adequado ao cão, além de conscientizar o dono sobre o tratamento.

A leishimaniose é mais uma culpa dos nossos governantes, incapazes de gerir políticas públicas de saúde e saneamento adequado, do que descuido da população.

Por favor, não mate o cãozinho :D

Maysa disse...

Tenho 2 cachorrinhas, sao minhas filhas. Dividimos apartamento hehe.

Ah, leishmaniose tem tratamento.. pelo menos aqui em Belo Horizonte. Com alopurinol, vendido em qualquer farmácia. Só se faz necessário saber, baseado no peso, quantas mg são necessárias.
Some todos os sintomas do cão. Mas não cura.

Parabéns pelo blog.

Maysa
http://www.maysadecastro.com.br/blog/

Diseño original por Open Media | Adaptación a Blogger por Blog and Web